Terraplanagem: o que é, para que serve e quanto custa? | homify

Terraplanagem: o que é, para que serve e quanto custa?

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
[i]da arquitectos Rumah Gaya Mediteran
Loading admin actions …

A construção de qualquer edifício implica normas e técnicas de trabalho sobre as quais nos debruçamos pouco e sobre as quais, muitas vezes, nem pensamos de todo. Quando se fala de arquitectura e construção, é bastante comum discutirem-se planos, projectos, ideias, técnicas, materiais, tecnologia ou decoração, mas pouco ou nada se fala do processo de preparação do terreno que permite levar a cabo as ideias e ambições de cada projecto: a terraplanagem. 

O processo de terraplanagem, apesar de pouco referenciado, é fundamental para qualquer construção sendo, por isso mesmo, um processo cujo funcionamento importa perceber. A pensar nisso, dedicamos o nosso artigo de hoje ao tema. Não queremos, porém, deixar de lembrar que a qualidade do serviço dependerá sempre da contratação de uma boa empresa de construção civil.

1. Terraplanagem: o que é?

A terraplenagem ou terraplanagem é um processo de trabalho nos solos com vista a deixá-los planos e nivelados, de forma a ser possível proceder à construção de um edifício de forma segura e de acordo com os projectos avaliados. É um passo fundamental de cada projecto (habitacional ou não), seja ele de grande ou de pequena dimensão. 

O processo parece simples pois, como o próprio nome sugere, passa por retirar porções de terra de zonas do terreno mais altas para colocar nas zonas mais baixas fazendo assim o equilíbrio necessário para a construção. Na verdade, o processo de terraplanagem tem vindo a evoluir imenso ao longo dos tempos e claro que as coisas não são assim tão fáceis como a descrição pode fazer crer. O processo de terraplanagem exige muita técnica, disciplina, cálculos meticulosamente feitos e equipamentos especiais. Uma vez que estamos a falar da base de uma construção (com tudo o que isso implica), a sua execução deve ser feita por profissionais experientes e sob supervisão.

(continua na imagem seguinte)

Para que a sua realização seja o mais bem-sucedida possível, é fundamental, para além do licenciamento para terraplanagem passado pelas autoridades responsáveis, uma avaliação prévia do terreno, a partir da qual se vai perceber as suas características, a sua resistência e, dependendo dos resultados, quais as técnicas e máquinas a utilizar.

2. Técnicas de terraplanagem

Como sabe, nem sempre é possível escolher as características do solo onde queremos construir. É por isso que o estudo prévio se torna tão importante no processo de construção. De acordo com as conclusões do mesmo é possível avançar com a técnica que mais se adequa à topografia em questão. As técnicas são as que se seguem:

Escavação: a escavação é uma técnica que passa por escavar o terreno até se atingirem os níveis definidos pelo projecto de construção. Esta técnica pode assentar na remoção de terra, extraindo-a do solo e depositando-a fora da zona da obra, em aterros (com remoção), ou na extracção de terra das zonas onde o terreno está em nível mais elevado, sendo esta posteriormente colocada nas zonas de nível inferior e que precisem de ser compensadas (sem remoção).  

(continua na imagem seguinte)

Aterro: esta técnica é utilizada essencialmente quando é necessário proceder a um enchimento do nível do solo por este se encontrar abaixo do definido no projecto. Este processo pode ser realizado a partir de terra da mesma área de construção, retirando-a de zonas altas para compensar as baixas (sem importação de terra). Pode, ainda, ser utilizado a partir da importação de terra de outras zonas, o que acontece geralmente quando o terreno da construção não tem matéria-prima suficiente para se conseguir o processo de nivelação do solo (com importação de terra). 

Compactação: a técnica da compactação do terreno é fundamental sempre que é preciso proceder a um aterro na terraplanagem. Ou seja, sempre que se acrescenta terra a uma determinada zona, é necessário proceder à compactação para compactar o solo que esteve a ser trabalhado, dando-lhe solidez e resistência suficiente para que possa servir de base na construção.

Drenagem: a drenagem é uma técnica utilizada em terrenos onde os níveis de humidade são demasiado elevados. Esta técnica é cumprida a partir de canais de escoamento estrategicamente colocados e que ajudam a tornar a terra mais seca e firme. É fundamental perceber a origem da humidade de forma a criar soluções eficazes a longo-prazo, seja a partir de desvios de troços de água ou da ligeira inclinação do terreno.

Troca: esta técnica é muito comum para corrigir um terreno cuja consistência do solo não seja a mais adequada para a construção do edifício. Nestes casos, após os estudos prévios feitos ao terreno, é feita a escavação do mesmo para remoção do solo original. Esse será, então, substituído por um mais adequado e consistente (técnica de aterro) que, depois de aplicado, deve sofrer a devida compactação.

3. Máquinas de Terraplanagem

As máquinas a utilizar numa terraplanagem devem estar de acordo com as características do solo a trabalhar e a função que se pretende que venham a desempenhar. Assim sendo, existem no mercado diversas máquinas pesadas que são ferramentas preciosas neste processo de criação de uma base para a construção. Estas máquinas, pelo perigo que representam, devem ser manejadas apenas por profissionais experientes.

Escavadora: serve para escavar o terreno na recolha de material (solo), seja para rebaixamento de um terreno demasiado elevado ou para um processo de aterro. 

Carregadora: a carregadora é uma máquina que serve essencialmente para carregar grandes cargas de material. Pela sua dimensão e eficiência, torna-se fundamental para o trabalho nos solos.

(continua na imagem seguinte)

Retroescavadora: a retroescavadora é uma máquina fundamental e muito versátil, pois consegue incluir, numa peça de equipamento só, as funções de uma escavadora e de uma carregadora. Existe em diversos tamanhos, o que a torna ainda mais especial, na medida em que pode ser utilizada em obras e trabalhos de qualquer dimensão.

Rolo compressor: o rolo compressor é a máquina necessária para o processo de compactação do solo. É, por isso, uma máquina extremamente pesada que é utilizada sobre o solo para lhe dar consistência.   

(continua na imagem seguinte)

Motoniveladora: a motoniveladora é uma máquina que tem como função nivelar o solo e prepará-lo para a construção. É um aparelho bastante eficaz e utilizado nos mais diversos tipos de obras. 

Tractor: o tractor, sendo a mais antiga de todas estas máquinas, é uma peça de auxílio fundamental para o espaço de qualquer obra. É um equipamento potente e que, por isso, quando ligado a uma qualquer ferramenta, se torna muito eficaz no trabalho do solo ou na sua limpeza.

Parâmetros como o tamanho do terreno, a ocupação (se tem árvores, casas ou outros elementos) e as características do solo serão fundamentais para uma equação que levará ao orçamento. Afinal de contas, é a partir daqui que se percebe o tipo de tratamento que o terreno precisa, os serviços de terraplanagem adequados, o tipo de máquinas que são necessárias utilizar e o tempo necessário para concluir o trabalho com qualidade e sucesso. 

Ainda assim, podemos adiantar-lhe que o preço é calculado por m² e ronda os 6€, valor que pode oscilar entre os 4€ e os 10€ por m².

Note-se que o carregamento, transporte para aterros licenciados pelas câmaras e descarregamento também é contabilizado como tempo de trabalho e que o custo de aluguer de um camião é de cerca de 35€/h. Quanto maior o volume da terra e mais longas as distâncias, mais caro será o custo total do transporte.

Contudo, isto é apenas uma estimativa baseada num determinado número de casos e o melhor é pedir vários orçamentos para assim poder escolher o que mais lhe convier.

4. Preço de terraplanagem

Os preços cobrados por uma empresa de terraplanagem não são fixos, uma vez que dependem de diversas variantes que o podem tornar mais ou menos acessível e que vão das características do terreno até ao tempo necessário para a execução do trabalho. 

Para que se possa calcular o valor justo por um trabalho desta importância, é fundamental ter em conta aspectos cruciais para definir as características do terreno e, subsequentemente, o tipo de trabalho de que ele necessita para ser intervencionado e estar pronto a servir de base para uma construção.

(continua na imagem seguinte)

Pode iniciar a sua procura por uma empresa de construção civil aqui mesmo na homify. Se nos acompanha com assiduidade, então sabe que temos milhares de projectos levados a cabo por profissionais de todo o país. Para além de poder conhecer estes projectos, é também possível aceder aos contactos destes profissionais, às moradas e até às respectivas páginas de Facebook e sites: isto tudo numa única plataforma.

Recomendado – Limpeza de terrenos: Como é ´feita e quanto custa (preço por m2)

Casas inHAUS Rumah Modern

Butuh bantuan dengan projek Anda?
Hubungi kami!

Temukan inspirasi hunian